Prémio Nacional de Arquitetura em Madeira

As candidaturas à edição de 2017 do Prémio Nacional de Arquitetura em Madeira (PNAM) podem ser apresentadas até ao dia 31 de março.

Esta é já a quarta edição do Prémio que tem como objetivo incentivar e promover a fileira florestal portuguesa através da inovação, valorização, promoção e utilização da madeira e seus derivados.

O PNAM  foi criado por iniciativa conjunta de várias entidades, no contexto das comemorações do Ano Internacional das Florestas que decorreram no ano 2011.

O galardão tem o valor facial de 10 mil euros, sendo que o vencedor deverá também receber um troféu exclusivo em madeira, desenhado por Álvaro Siza Vieira. Será ainda entregue uma placa em madeira com gravação de distinção e louvor para o dono da obra e outra para a empresa de construção da obra.

O Júri da edição de 2017 é presidido por Nuno Sampaio, fundador do atelier NSA - Nuno Sampaio, Arquitecto, Lda.Integram ainda o Júri os arquitetos Vítor Mestre, Catarina Pinto, e Luís Miguel Correia, e os engenheiros Helena Cruz e Marco Faustino.

As obras candidatas ao prémio devem refletir a qualidade, o potencial para a inovação e a versatilidade da madeira, ao mesmo tempo que promovem soluções qualificadas de construção sustentável, enriquecendo o património arquitetónico e cultural português. Para cumprir estes desígnios, devem incorporar um volume relevante de madeira e/ou derivados.

Os resultados serão anunciados em junho.

O Prémio tem periodicidade bienal. Em 2015, o primeiro prémio foi atribuído ao projeto da “Casa RV”, da autoria de Marta Rocha e Fabien Vacelet.

Mais informação: http://pnam.aimmp.pt/

Newsletter Construção Magazine

Receba gratuitamente no seu email todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.