Baião requalifica 16 quilómetros de antiga estrada nacional

A Câmara de Baião informou que vai ser adjudicada pelo munício a obra de beneficiação da antiga Estrada Nacional 304-3, numa extensão de 16 quilómetros, prevendo-se que os trabalhos possam arrancar este semestre.

O troço ligará as localidades de Teixeira (EN 101) a Santa Marinha do Zêzere, naquele município do distrito do Porto, constituindo um acesso importante ao concelho vizinho de Resende, no distrito de Viseu, através da ponte da Ermida, sobre o rio Douro.

O valor da empreitada é de 1,6 milhões de euros, sendo comparticipada em 1,26 milhões de euros pela Infraestruturas de Portugal, cabendo à Câmara de Baião assumir o valor restante, segundo informou o município.

O presidente da câmara, Paulo Pereira, justificou o esforço financeiro que o município terá de assumir, com o facto de se tratar de uma obra desejada “há muitos anos”.

“Fomos sempre realizando diligências nesse sentido e sempre que tínhamos reuniões com responsáveis governativos da área da rodovia, colocávamos este assunto em cima da mesa, juntamente com outras necessidades de investimento para o nosso concelho”, recordou o autarca, citado em comunicado.

Para Paulo Pereira, a obra agora anunciada “representa uma melhoria muito importante da mobilidade e um reforço da segurança, fatores prioritários para a população e para o desenvolvimento do território”.

Os trabalhos incluirão repavimentação entre o cruzamento do Fojo (EN 101) e Sarnado (EN 108), além de trabalhos de drenagem e reforço das condições de segurança, com colocação de guardas, entre Sarnardo e Ermida.

Segundo a autarquia, a responsabilidade de manutenção daquela via foi transferida do Estado para o município de Baião em janeiro de 2005, no âmbito de um acordo que pressupunha a sua requalificação, com recurso a fundos comunitários.

Contudo, essa requalificação só agora vai acontecer, no âmbito de um protocolo que foi celebrado entre a Infraestruturas de Portugal e a Câmara de Baião.

Newsletter Construção Magazine

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.