Reforço Sísmico da Sede da Nestlé Portugal

A atualização dos regulamentos sísmicos representa um desafio importante para os edifícios existentes, uma vez que estes foram projetados com os regulamentos aplicáveis à época da sua construção. Este é o caso do edifício Sede da Nestlé Portugal, que foi reforçado para adequá-lo às disposições normativas do Eurocódigo 8 parte 3, norma de referência a nível europeu para a avaliação sísmica de edifícios existentes, já consagrada na recente NP EN1998-3:2017, apesar de não haver uma obrigação legal para a sua adequação às normativas mais recentes.

Para além dos desafios encontrados para responder às exigências técnicas da intervenção, acresce ainda a dificuldade de conceber e planear os reforços estruturais de forma a manter o edifício 100% operacional e com interferências mínimas nas operações e trabalho diários dos ocupantes do edifício. Esta necessidade foi muito condicionada pela presença do centro informático da Nestlé Portugal no edifício, que é o centro da operação da Nestlé em Portugal, o que também exigiu condicionamentos significativos dos trabalhos relacionados com vibrações e impactos. Após a fase de conceção estrutural e planeamento, as intervenções de reforço foram significativamente minimizadas a pontos específicos da estrutura, limitando-se, na generalidade, ao reforço de paredes de betão nas extremidades do edifício, ao fecho de vãos de paredes de betão existentes, interrompidas por janelas ou portas no piso térreo, juntamente com a eliminação da junta estrutural entre os dois corpos do edifício, permitindo um funcionamento adequado e solidário de toda a estrutura.

O projeto é resultado de uma frutuosa colaboração entre as duas empresas de Engenharia ligadas ao estudo, a JSJ Estruturas (Lisboa) e a Arup (Madrid), bem como da participação muito construtiva da equipa técnica da Nestlé, que conduziu a que fosse possível encontrar soluções estruturalmente adequadas, mantendo-se a funcionalidade e operacionalidade do edifício.

Sede da Nestlé Portugal

Com a ideia de manter o edifício da sua sede em Portugal dentro das atualizações regulamentares sísmicas, nomeadamente as disposições da NP EN 1998-1:2010 e da nova publicação NP EN 1998-3:2017, a Nestlé Portugal decidiu realizar uma avaliação estrutural sísmica da estrutura e, se necessário, realizar um reforço estrutural. (...)

Em colaboração com Filipe Reis, JSJ, Consultoria e Projectos de Engenharia, Patrício García, ARUP, Laura Alvarez, ARUP, e Alexis Pinheiro, Nestlé Portugal

Artigo completo na Construção Magazine nº99 set/out 2020

João Almeida

Membro do Conselho Científico da Construção Magazine / Professor no IST

Se quiser colocar alguma questão, envie-me um email para joao.f.de.almeida@tecnico.ulisboa.pt

Newsletter Construção Magazine

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.