Pontes ferroviárias com tabuleiro misto aço-betão

No domínio das pontes ferroviárias, em que é requerida pequena deformabilidade para as sobrecargas elevadas dos comboios, os tabuleiros mistos aço-betão são uma solução muito bem adaptada, dado que associam elevada rigidez a um peso relativamente baixo. A laje de betão tem a vantagem adicional de facilitar a instalação da via balastrada.

Os tabuleiros mistos foram utilizados em diversos projetos de pontes ferroviárias com secções transversais: a) do tipo bi-viga, b) em caixão, e c) em treliça mista. Esta diversidade constitui, aliás, uma das grandes vantagens dos tabuleiros mistos, tornando-os particularmente bem adaptados tanto para pequenas pontes como para atravessamentos ferroviários muito extensos ou com grandes vãos.

Neste artigo, da co-autoria do Prof. António Reis e do Prof. José Oliveira Pedro, apresentam-se alguns dos projetos realizados nos últimos 25 anos, que mostram as potencialidades dos tabuleiros mistos em pontes ferroviárias, nomeadamente:

Tabuleiro Ferroviário de Acesso Norte à Ponte 25 de Abril

Viadutos da Maia - Metro do Porto

Viadutos de acesso e Ponte sobre o Rio Sado, Alcácer do Sal

Projeto de Referência da 3ª Travessia do Tejo, Lisboa

António Reis

Membro do Conselho Científico da Construção Magazine

Se quiser colocar alguma questão, envie-me um email para antonio.reis@grid.pt

Newsletter Construção Magazine

Receba gratuitamente no seu email todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.