Órgãos de segurança e exploração de pequenas barragens aterro: enquadramento normativo e reabilitação.

A reavaliação da segurança estrutural, hidráulica e operacional das barragens existentes e a avaliação dos impactes ambientais e do risco para as populações residentes nos vales a jusante tem vindo a tornar-se progressivamente mais relevante para a sociedade.

O grande número de barragens de aterro de pequena e média dimensão e a sua sensibilidade ao galgamento tem conduzido a um aumento da exigência no que se refere às cheias de projeto a serem consideradas no dimensionamento hidráulico do descarregador de cheias e à garantia de operacionalidade dos equipamentos hidromecânicos associados aos de segurança e exploração das barragens, de modo a reduzir o risco para as populações e também para os equipamentos sociais, instalações e infraestruturas, bem como para o património ambiental.

No presente artigo:

  1. aborda-se o enquadramento legislativo português no que se refere à cheia de projeto do descarregador de cheias,
  2. descrevem-se sumariamente os principais tipos de descarregadores de cheia e de descargas de fundo que se encontram em pequenas barragens de aterro,
  3. ilustram-se alguns tipos de problemas e
  4. apontam-se soluções para reabilitar ou melhorar a segurança e a operacionalidade dos órgãos hidráulicos mencionados.

António Pinheiro

Membro do Conselho Científico da Construção Magazine / Professor no IST

Se quiser colocar alguma questão, envie-me um email para antonio.pinheiro@tecnico.ulisboa.pt

Newsletter Construção Magazine

Receba gratuitamente no seu email todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.