Estruturas de betão – normas, projecto e ensino

A comunidade técnica assistiu, nas últimas décadas, a enormes desenvolvimentos no domínio do betão estrutural, que percorreram, de forma muito transversal, as áreas do betão material, da segurança estrutural, dos modelos de análise de estruturas, dos modelos de dimensionamento de elementos/regiões estruturais, e dos processos construtivos. Tal conduziu ao projeto e execução de obras de dimensão e complexidade notáveis. Como observação muito geral, pode de facto afirmar-se que estes aspetos permitiram, em particular, recolocar o betão como material inovador do século XXI, e as estruturas de betão como símbolos de modernidade, aptas a responder aos exigentes critérios de desempenho atualmente requeridos para a área da construção.

Os desenvolvimentos referidos, que ampliaram em muito o domínio tradicional do betão estrutural, em conjunto com os crescentes níveis de exigência e mesmo de responsabilidade legal exigidos pela sociedade, e pelo público em geral, refletem-se necessariamente sobre a extensão e complexidade dos códigos para o projeto de estruturas de betão: está interiorizada na opinião pública a ideia de que, graças ao conjunto computadores/regulamentos, qualquer construção é possível, estando a qualidade da sua conceção e do seu comportamento estrutural completamente garantidos. Efetivamente, os documentos normativos para o projeto e execução de estruturas de betão têm, ao longo do mesmo período, evidenciado uma tendência contínua para aumentar a sua dimensão, através da extensão dos assuntos regulamentados e do crescente número de regras de cálculo para as mais diversas situações. Adicionalmente, pelas razões anteriores, é possível, atualmente, prever que se venha a acentuar a tendência de redução significativa da periodicidade com que são atualizados estes documentos.

Será esta situação necessária, ou mesmo satisfatória?

Finalmente, no ensino na área do betão estrutural, contrariando de certa forma a tendência dos aspetos anteriormente referidos, o tempo letivo atribuído às matérias relacionadas com o betão estrutural tem sido em geral reduzido nas principais escolas de engenharia, privilegiando-se atualmente a formação de um perfil de Engenheiro Civil mais generalista.

Em síntese, em particular na área das estruturas de betão, qual deve ser a melhor ligação entre o desenvolvimento de novos documentos normativos, a atividade de projeto de estruturas e o ensino na área do betão estrutural?

O artigo desenvolve a evolução dos códigos e eurocódigos e o projeto e realizações de estruturas de betão, como o edifício Burj Kalifa, Dubai, a Ponte da Arrábida, Porto, a Ponte Salginatobel, Suíça, e a Ponte sobre a Ribeira Despe-te que Suas, S. Miguel.

João Almeida

Membro do Conselho Científico da Construção Magazine / Professor no IST

Se quiser colocar alguma questão, envie-me um email para joao.f.de.almeida@tecnico.ulisboa.pt

Newsletter Construção Magazine

Receba gratuitamente no seu email todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.