Nova tabela de prescrição de cerâmica e cimento cola

A Associação Portuguesa dos Fabricantes de Argamassas de Construção (APFAC) e a Associação Portuguesa de Indústria e Cerâmica (APICER) elaboraram uma nova tabela de equivalências entre classes de cerâmica e adesivos.

A tabela foi pensada para prevenir futuros casos como aqueles que têm sido relatados de desprendimentos e descolamentos de fachadas cerâmicas de prédios que, para além de desvalorizarem e degradarem os edifícios, representam possíveis perigos para a segurança pública dos transeuntes da via pública, para viaturas e outros bens materiais.

A escolha correta do adesivo para um ladrilho específico é importante para garantir a durabilidade e a segurança do sistema ‘cerâmica-adesivo’ em uso. A elaboração da tabela de equivalências entre classes de cerâmica e adesivos considerou o grau de compatibilidade de sistema, numa condição tradicional, sobre um suporte cimentício absorvente. Assim, são respeitadas as normas EN 14411 e EN 12004.

A APICER e APFAC advertem para a existência de condições adicionais que devem ser tidas em conta, pois podem alterar a seleção do sistema, tais como as dimensões, geometria e natureza das peças de cerâmica; a natureza, absorção e deformabilidade do suporte; o ambiente de utilização (residencial, comercial ou industrial); e ainda os usos específicos (ambientes húmidos, exposição solar, entre outros). Nestes situações, é aconselhado a consulta dos prescritores.

Fonte: APFAC/APICER

Newsletter Construção Magazine

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.