Custos de construção de habitação nova aumentaram 8,5% em novembro

Os custos de construção de habitação nova aumentaram 8,5 por cento em novembro face ao mesmo mês de 2020, o valor mais elevado em 13 anos, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O aumento homólogo dos custos de construção é o mais elevado desde setembro de 2008, quando também foi de 8,5 por cento, segundo as séries do INE.

Por componentes, os preços dos materiais aumentaram 9,4 por cento (o aumento tinha sido de 8,9 por cento em outubro) e o custo da mão de obra aumentou 7,3 por cento (5,2 por cento em outubro).

Segundo o INE, “o custo dos materiais contribuiu com 5,4 pontos percentuais para a formação da taxa de variação homóloga do Índice de Custos de Construção de Habitação Nova (5,1 pontos percentuais em outubro) e a componente mão de obra contribuiu com 3,1 pontos percentuais (2,2 pontos percentuais no mês anterior)”.

Já na variação mensal, os custos de construção de habitação nova aumentaram 1,6 por cento em novembro face a outubro, tendo os custos dos materiais aumentado 0,8 por cento e o custo da mão de obra crescido 2,8 por cento.

Newsletter Construção Magazine

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.