Cresceram as exportações portuguesas de pedra natural

A Assimagra – Recursos Minerais de Portugal estima que as exportações portuguesas de pedra natural tenham ultrapassado, pela primeira vez, a barreira dos 400 milhões de euros, no decorrer de 2019.

Os principais mercados da exportação da pedra são a França, com uma quota de 22 por cento, a China, com 19 por cento, e a Espanha, com dez por cento. A Alemanha (seis por cento), o Reino Unido (cinco por cento), os Estados Unidos da América (cinco por cento), a Arábia Saudita (três por cento), os Países Baixos (dois por cento), a Suécia (dois por cento) e a Bélgica (dois por cento) fazem ainda parte da lista dos principais compradores.

Todos os destinos da pedra natural apresentam variações positivas na valorização dos produtos, em particular os Países Baixos, que ostentam uma valorização de 62 por cento, a Bélgica, com 22 por cento, e a China, com sete por cento.

Portugal é atualmente o quinto maior exportador de ardósia, detendo 4,9 por cento da quota de mercado. Ocupa ainda a sexta posição no ranking dos exportadores de mármore e calcário em bloco, com uma quota de mercado de 4,1 por cento, e a sétima posição nas exportações mundiais de mármores e calcários processados, com 2,1 por cento de quota de mercado.

A estimativa das exportações de pedra natural de 2019 foi feita com base nos dados referentes à execução de novembro passado. Em Portugal, existem aproximadamente 2500 empresas que operam neste setor, tratando-se na sua maioria de pequenas e médias empresas, que empregam mais de 16 mil pessoas.

Newsletter Construção Magazine

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia Civil.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.